Resenha: Box O Melhor de Agatha Christie: Assassinato no Expresso do Oriente (Sem Spoiler)

Oi Gente!!!

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (4)
O Livro de hoje é um dos mais famosos da Agatha Christie, mas não é o meu favorito. O Assassinato no Expresso do Oriente é um livro com o detetive Hercule Poirot, que é o personagem principal de muitos (se não a maioria) dos livros da autora.

A qualidade do livro, não é das melhores, pois as páginas são muito coladas, fazendo com que as folhas fiquem amassadas e a capa é bem maleável e bem frágil, com a leitura e o jeito de segurar o livro ela ficou bem torta. Mas pelo preço valeu a pena ( O box com 3 livros custou R$19,90). Ele é bem pequeno, tem 223 páginas e é bem rápido de ler.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (6)

No livro, Poirot é chamado para uma investigação de emergência e tem que pegar o trem Expresso do Oriente (por isso o nome do livro). Só que a viagem é impedida de continuar por conta de uma nevasca, e é aí que o assassinato é realizado. Todos são suspeitos e são colocadas muitas pistas falsas para que Poirot se confunda na sua investigação.

Uma das coisas que eu acho interessante nesse livro é que cada personagem tem um capítulo com o depoimento, além de uma planta do trem para termos uma noção de onde estava cada um dos passageiros.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (5)
Assim como os livros do Nelson Motta, A Agatha Christie também só desvenda o assassino e o assassinato no último capítulo, mas pra mim não foi um final surpreendente, apesar de ter muitas mudanças de rumo. Na verdade achei o final sem graça e sem criatividade, mas isso vai de cada leitor. O final me decepcionou, mas o enredo é bem legal, já que você fica pensando o tempo inteiro quem seria o assassino.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (2)

Sinopse do Livro:

Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Um americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

Editora Nova Fronteira

Quem já leu, qual a opinião sobre esse livro? Vou adorar ler.

Beijos

Anúncios

Resenha: Bandidos e Mocinhas – Nelson Motta (Sem Spoiler)

Oi Meninas!!!

Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (3)
Mais um livro pra vocês e mais um do Nelson Motta. Assim como “O Canto da Sereia“, o livro “Bandidos e Mocinhas” tem muita pornografia escrita, e o enredo é muito parecido, apesar da história ser bem diferente uma da outra.
Pelo que deu pra perceber o autor adora a sensação de uma mulher no comando, pois mais uma vez uma delegada mulher, tentando desvendar o assassinato.
Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (1)
A história gira em torno de Lana Leoni, uma atriz que estava em ascensão por conta do sequestro e também por sua peça bem polêmica e sexual (quase sexo explícito), que é assassinada no palco, durante a apresentação. Casada com um rico inglês que faz todas as suas vontades, Lana Leoni consegue acabar com seu casamento com a escolha da peça que faz com que sua carreira decole. No outro ponto da história aparece Jura, traficante e apaixonado por Lana, que até o sequestro realizado pelo bandido tinha pouca expressão no cenário artístico.
Como “O Canto da Sereia”, “Bandidos e Mocinhas” também faz suspense até o último capítulo para revelar quem é o assassino.
Não foi um livro que me prendeu, por achar a história ser muito parecida com “O Canto da Sereia”, então pra mim foi um livro bom, mas sem surpresas.

Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (2)

A capa e as páginas no livro, lembram livros antigos, como se as páginas (por fora) estivessem amareladas. Por dentro todas as páginas são brancas, como normalmente são nos livros.

Sinopse do Livro:
Lana Leoni é uma atriz sexy e decadente que morre no palco, misteriosamente assassinada durante a encenação de um polêmico sucesso teatral carioca. Descobrir a identidade do assassino é apenas o ponto de partida desta envolvente trama policial.

Fã de carteirinha dos livros de suspense, Nelson Motta constrói um enredo de secretas perversões e paixões mortais, em que bandidos se apaixonam e mocinhas cumprem impiedosamente as leis do desejo. Um pulp fiction carioca de luxo.

Casada com um milionário pervertido, e objeto da paixão de um grande traficante, a morte de Lana mobiliza personagens de mundos opostos. Dida, um bandido inteligente e charmoso, quer descobrir quem matou a amada de seu melhor amigo. Marlene, delegada sedutora e competente, não gosta de deixar sem solução os casos que chegam à 14a DP – e será implacável ao investigar o caso Lana Leoni, como só as mocinhas mais malvadas e imprevisíveis conseguem ser.

Segundo romance de Nelson Motta, Bandidos e Mocinhas é um livro surpreendente e divertido – onde o mundo do show-biz se entrelaça, deliciosamente, com os bastidores de uma investigação policial carioca

Objetiva

Quem já leu, teve a mesma sensação que eu?

Beijos

Resenha: O Canto da Sereia – Nelson Motta (sem spoiler)

Oi Meninas!!!

O Canto da Sereia (2)
Gostei tanto de fazer resenha de livros que estou aqui mais uma terça feira pra poder falar sobre mais um livro que eu li pra vocês. Mais uma vez NADA de spoiler, pois eu acho muito chato ficar sabendo antes das coisas, mas acho que na primeira resenha ficou tudo bem explicadinho sem contar nada, né? Outra coisa, vou tentar escrever sobre um livro toda terça feira (vejam BEM TENTAR), já que estou emperrada em 3 livros.
Vamos pra resenha então.
Primeiro vou falar da capa, que mais uma vez é em pop art (estilo que amo) e tem um efeito de newsprint, como era a impressão de jornais antigamente, com pontos que se juntavam e formavam a imagem, tanto em preto e branco quanto no colorido (Não Sou Patricinha também é cultura minha gente!). Outro diferencial do livro na aparência, são as primeiras páginas de cada capítulo serem pretas com as letras em branco, que também adorei. Ele é pequeno, perto de outros livros (260 páginas).
O Canto da Sereia (4)
Comprei esse livro logo depois da série (a série acabou na sexta e comprei no sábado, então consegui ver muitas diferenças). Então quem assistiu a série e queria ler o livro, podem ficar tranquilos, um é bem diferente do outro, apesar do enredo ser o mesmo. Enfim, o livro é tão bom quanto a série.
Uma das diferenças do livro é o assassino, que em nenhum momento apareceu na série, outra diferença é que as características dos personagens são diferentes como: Sereia loira, Mãe Marina negra e Tuta Tavares gay (o que em nenhum momento da série foi mostrado).
O livro é muito bom, apesar de Nelson Motta colocar as coisas muito explícitas (às vezes fico até com vergonha de ler algumas partes), fala muito sobre sexo (então pequenininhas que acompanham o blog não leiam), eu achei muito pesado e essas narrações poderiam ser cortadas sem perder o rumo da história. Mas de resto a história te prende, pois a cada momento você fica na dúvida se o final ia ser o mesmo da série.
O Canto da Sereia (1)
Sinopse:
Sereia, uma cantora baiana de grande sucesso é assassinada em cima do trio elétrico em pleno carnaval de Salvador. Seu segurança, que também é detetive particular, tenta desvendar o mistério de sua morte em paralelo com a delegada Pimenta. Sereia era (com todo o perdão da palavra) “porra-louca” que queria curtir a vida e tinha como ex-namorado um ex-presidiário, o Paulinho de Jesus que passa a ser um dos primeiros suspeitos.
Todos os personagens passam a ser suspeitos, tudo sendo descoberto num último momento com a leitura do diário da Sereia, no qual é descrito o porque de seu assassinato.

Sinopse do Livro:
Fã de carteirinha dos livros de suspense e exímio conhecedor dos bastidores do show-biz, Nelson Motta escreve seu primeiro romance, aliando bom humor com mistério e revelando tudo o que envolve a criação e a morte de um mito.

Nunca se viu nada parecido na Bahia. O assassinato da musa do carnaval, em plena terça-feira gorda, eletrizou Salvador – quem teria motivos para matar a linda Sereia, que aos 22 anos se tornara uma estrela exuberante do pop nacional? A princípio ninguém, mas a lei do suspense clássico também vigora nesta trama de belos e misteriosos cenários baianos. Incluindo o mordomo, são todos suspeitos: os produtores artísticos, a fiel empresária, o compositor dos hits de Sereia e a mãe de santo mais poderosa da Bahia.

Em O canto da Sereia – um noir baiano, Nelsinho desvenda a indústria do disco sob um ponto de vista divertido e original: o olhar de Augustão, o nosso investigador particular, o detetive que não vive sem sexo, drogas e afro-jazz. Os personagens ficctícios transitam com desenvoltura pela capital baiana e se misturam a personalidades como Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Gilberto Gil, Caetano, entre outros ilustres que animam a folia baiana.

Objetiva

Já leram? Gostaram?

Beijos