Resenha: Box O Melhor de Agatha Christie: Assassinato no Expresso do Oriente (Sem Spoiler)

Oi Gente!!!

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (4)
O Livro de hoje é um dos mais famosos da Agatha Christie, mas não é o meu favorito. O Assassinato no Expresso do Oriente é um livro com o detetive Hercule Poirot, que é o personagem principal de muitos (se não a maioria) dos livros da autora.

A qualidade do livro, não é das melhores, pois as páginas são muito coladas, fazendo com que as folhas fiquem amassadas e a capa é bem maleável e bem frágil, com a leitura e o jeito de segurar o livro ela ficou bem torta. Mas pelo preço valeu a pena ( O box com 3 livros custou R$19,90). Ele é bem pequeno, tem 223 páginas e é bem rápido de ler.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (6)

No livro, Poirot é chamado para uma investigação de emergência e tem que pegar o trem Expresso do Oriente (por isso o nome do livro). Só que a viagem é impedida de continuar por conta de uma nevasca, e é aí que o assassinato é realizado. Todos são suspeitos e são colocadas muitas pistas falsas para que Poirot se confunda na sua investigação.

Uma das coisas que eu acho interessante nesse livro é que cada personagem tem um capítulo com o depoimento, além de uma planta do trem para termos uma noção de onde estava cada um dos passageiros.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (5)
Assim como os livros do Nelson Motta, A Agatha Christie também só desvenda o assassino e o assassinato no último capítulo, mas pra mim não foi um final surpreendente, apesar de ter muitas mudanças de rumo. Na verdade achei o final sem graça e sem criatividade, mas isso vai de cada leitor. O final me decepcionou, mas o enredo é bem legal, já que você fica pensando o tempo inteiro quem seria o assassino.

Assassinato no Ex. do Oriente - Agatha Christie (2)

Sinopse do Livro:

Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Um americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime.

Editora Nova Fronteira

Quem já leu, qual a opinião sobre esse livro? Vou adorar ler.

Beijos

Anúncios

Resenha: Bandidos e Mocinhas – Nelson Motta (Sem Spoiler)

Oi Meninas!!!

Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (3)
Mais um livro pra vocês e mais um do Nelson Motta. Assim como “O Canto da Sereia“, o livro “Bandidos e Mocinhas” tem muita pornografia escrita, e o enredo é muito parecido, apesar da história ser bem diferente uma da outra.
Pelo que deu pra perceber o autor adora a sensação de uma mulher no comando, pois mais uma vez uma delegada mulher, tentando desvendar o assassinato.
Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (1)
A história gira em torno de Lana Leoni, uma atriz que estava em ascensão por conta do sequestro e também por sua peça bem polêmica e sexual (quase sexo explícito), que é assassinada no palco, durante a apresentação. Casada com um rico inglês que faz todas as suas vontades, Lana Leoni consegue acabar com seu casamento com a escolha da peça que faz com que sua carreira decole. No outro ponto da história aparece Jura, traficante e apaixonado por Lana, que até o sequestro realizado pelo bandido tinha pouca expressão no cenário artístico.
Como “O Canto da Sereia”, “Bandidos e Mocinhas” também faz suspense até o último capítulo para revelar quem é o assassino.
Não foi um livro que me prendeu, por achar a história ser muito parecida com “O Canto da Sereia”, então pra mim foi um livro bom, mas sem surpresas.

Bandidos e Mocinhas - Nelson Motta (2)

A capa e as páginas no livro, lembram livros antigos, como se as páginas (por fora) estivessem amareladas. Por dentro todas as páginas são brancas, como normalmente são nos livros.

Sinopse do Livro:
Lana Leoni é uma atriz sexy e decadente que morre no palco, misteriosamente assassinada durante a encenação de um polêmico sucesso teatral carioca. Descobrir a identidade do assassino é apenas o ponto de partida desta envolvente trama policial.

Fã de carteirinha dos livros de suspense, Nelson Motta constrói um enredo de secretas perversões e paixões mortais, em que bandidos se apaixonam e mocinhas cumprem impiedosamente as leis do desejo. Um pulp fiction carioca de luxo.

Casada com um milionário pervertido, e objeto da paixão de um grande traficante, a morte de Lana mobiliza personagens de mundos opostos. Dida, um bandido inteligente e charmoso, quer descobrir quem matou a amada de seu melhor amigo. Marlene, delegada sedutora e competente, não gosta de deixar sem solução os casos que chegam à 14a DP – e será implacável ao investigar o caso Lana Leoni, como só as mocinhas mais malvadas e imprevisíveis conseguem ser.

Segundo romance de Nelson Motta, Bandidos e Mocinhas é um livro surpreendente e divertido – onde o mundo do show-biz se entrelaça, deliciosamente, com os bastidores de uma investigação policial carioca

Objetiva

Quem já leu, teve a mesma sensação que eu?

Beijos